Peguei no meu carro depois do que a vida me preparou para aquele dia, peguei nele pela mão, como se nela coubesse e levei-o comigo, eram 19h30. O dia que acabava estava numa aceitação tão perfeita do seu fim que quase beijava o sol de...

Tenho tido uma vontade doida de escrever que não vem. Ou seja, na cabeça tenho uma espécie de vazio de ideias que me causa uma inquietude permanente e depois rompem-me o vazio coisas que não são ideias. Coisas instaladas em nós, no osso que está...

Eu não conhecia aquele lugar, sabia apenas da sua existência. Felizmente a Teresa Macedo levou-me até lá (obrigada, pela excelente companhia também). Agora não há nada a fazer, tenho um segredo. Para a próxima vou de cacilheiro e vou ver as vistas lá de cima, onde...

Disseram-me que aos 33 não se brinca ao Carnaval, disseram-me que os sonhos são o alimento dos tolos. Disseram-me e eu ouvi. Ouvi e ri. Ri como os tolos. Meti-me no carro porque queria um travesseiro, faltava-me um doce, o que eu gosto de doces. Meti-me no...

A mulher, a profissional, a amiga que tive a sorte de encontrar nos tempos da faculdade em Coimbra. Da tarde cheia com vista para o Porto (da bancada "mais bonita do mundo"), recortei-vos dez minutos de uma felicidade imensa. Porque há pessoas que não têm medo...

23h37 * 02.02.2017 Então é isto? Isto sem mais nada, simplesmente isto, só. Com que propósito nascemos? Só para ficarmos grandes? Porque ficamos cá pendurados até as raízes nos percorrerem a cara? É que ficamos até nos doer o corpo, sentados numa cadeirinha à espera do...

Estou atordoada contigo e é visceral. Não sei se alguma vez te perdoo, mesmo que amanhã esqueça tudo. Hoje não te perdoo. Hoje, a esta hora, neste frio, não te perdoo. E devias saber que não se fazem destas coisas que assassinam o coração. Tenho...