CRÓNICAS E DEVANEIOS


A Madeira é uma mulher alta, briosa. Tem génio, sotaque e um sabor único. Cozinha-te pratos fantásticos e oferece-te a entrada para o mar de mão beijada, sem levares os pés de areia para casa. Sempre que olhares para ela vai-te apetecer dizer o quanto ela...

Por favor, fiquem loucos. É só o que me apetece pedir-vos. Era o que te dizia se fosse a tua confidente e era o que te pedia em troca. Pedia para me dizeres: deixa-te ficar louca, muito louca. E tu dirias, se fosses de facto...

Tenho 65 anos. Tenho ganas de fazer coisas. Tenho. Tanta coisa por fazer. Tanta que já não vou fazer. Corro com a juventude dos 20 cá dentro, mas o arranque é de 60. Escolhas minhas. Dias bons. Dias, torto. Dias, contente. Ou satisfeito. Dias, amargo. Tenho...

A ti, país do Evereste   Nepal, 25 de abril de 2015 Aqui a terra tremeu. E o abalo sentiu-se na Índia, Bangladesh, Tibete e Paquistão. Portugal, 25 de abril de 2015 Escrevia sobre liberdade. Nepal, 29 de abril de 2015 Cinco mil mortos, mas estimam-se dez mil. Um milhão e meio...

Este assunto faz-me comichão. Arranha-me até a alma. E é a clara em castelo mais batida. Mas estamos burras que nem uma porta, tanto que não conseguimos ver. Pior, acreditamos que atingimos o objetivo. Sou mulher. Só isso. E já é tanto. Tu, que és homem...

*Eu Queria* *Andar De Pé Descalço* *Trocar O Sapato Alto* *Por Sal* *Areia* *E Maresia* * *Vamos?* GR ...

*O Dom do Tom* Não nasci com o poder de argumentação avassalador capaz de desarmar os mais rijos e bem preparados. Desconcertante vocabulário fluído nos corredores, nas palestras, no atender de chamadas, nas discussões domésticas, nos almoços de trabalho. Não nasci. Isto é tão certo quanto eu...

Eu queria porque queria uma máquina de escrever! E queria porque queria que fosse antiga e viesse com pó e com passado. Lembrei-me que o meu pai usava uma em tempos. Nos tempos em que eu era pequena e sentia a felicidade no rosto das...

Ontem uma voz disse-me… e depois sussurrou-me, “chiuuuu é segredo”. Guardei-o. Como quem cuida de uma criança. Hoje a chuva teve graça. O senhor do café era assim. Rabugento, mal encarado, o cartoon daquela banda desenhada que eu havia traçado. Mas antes de cartoon era pessoa. Ele...

Tu que estás desse lado diz-me, como te sentes? Que idade tens? Para onde caminhas? De onde vieste? Sabes onde estás agora? Queres ir para onde? Conseguias definir-te com rigor e precisão? Assim como caracterizas o vizinho do lado? Atreve-te. Agora. Vá lá! Eu sei-me às vezes. Às...

Põe maquilhagem. Enfia o sorriso no rosto. Eles têm que saber tudo e de tudo. Mesmo não sabendo rigorosamente de nada. Autênticas máquinas de fazer bolos. Tudo o que sai dali é fresco e fofo. Tira e põe maquilhagem. Tira e põe maquilhagem. Tira e põe...