CRÓNICAS E DEVANEIOS


Sou do tempo das saias que se apertam na cintura e das rendas que imprimem romance no cruzar de pernas. Venho do tempo do pó de arroz. Aquele que veio com as tranças que se desenham das mais bonitas e delicadas formas num apanhado. E...

Comecemos por aqui! Está de chuva. E se não está de chuva está branco-cinza carrancudo. Preparemo-nos para o que aí vem, este quadro que parece sujo, quase que pede que lhe puxem o lustro. “Brilha”, dizemos cá para dentro de nós! Pedimos que brilhe amanhã....

As que fazem de Donas Alziras, de Senhoras Donas Vitórias e de meninas Camilas na TV são contadas pelas nossas duas mãos. E ressalvo que poderão sobrar dedos. O mesmo serve para o cinema português. Elas têm culpa? Não. Obviamente que não. - Truz-truz! - Quem é?...

Acredito que crescer passa por termos a sensibilidade de elevar momentos a gentes. Elevar coisas que nos acontecem a acontecimentos, com a consciência plena de que uma simples tarde é só uma simples tarde e pode ser uma vida inteira se quisermos.  Estás a chegar! E...

Ninguém era deixado em casa sem convite para a festa, fosse ele um protagonista nato. Fosse ele o roubar de todas as atenções. Pelo contrário, precisávamos do protagonista na festa, porque a festa com ele era mais cheia.   Quero muito ser pequena e quero muito que...

Eu tenho esta paixão para a vida toda por setembro. Pelo sol de setembro, pela areia, na sua pele de areia e não de gente. Pelo “s” de setembro e pela forma como se soletra se-tem-bro. É tão exagerada esta paixão que no meu nariz...

Longe de estar muito bonita, mas consideravelmente mais bonita do que a que a minha memória se lembra. Pedi-lhe daquelas que começam na nuca e só acabam quando o cabelo termina. A minha mãe nunca teve um toque delicado, diria até que áspero e inesperado, no...

Hoje no meu acordar ouvia alguém de longe dizer "uma vez por mês!". Só se pode "uma vez por mês". Mas só se pode o quê? E lá olhei para a TV com atenção. Falavam de Bolas de Berlim. Ainda que o apresentador dissesse "uma vez...

Estou cheia de remendos. Pós, máscara e mezinhas. Cheiro a cremes e a óleos que compro que fazem lembrar a praia. E a perfumes que por aí vendem, que me lembram o cheiro de dias bons. Cabelos sedosos porque lhes dei de veneno. Engano os...

A verdade é que as mulherzinhas são más. E por muito pequenos seres que sejam, são de quantidade visível. E a verdade é que às vezes picam, picam que magoam. Capazes até de afastar a Mulher de um grupo de amigos e até mesmo de...

Ganhávamos vida em cima das vidas que tínhamos. E eu que nem sabia o que era isto da vida, de tão pequena que era, sentia inconscientemente que aquilo era uma vida boa. A Vida É Broa Quente Com Manteiga. E se achas que não é, andas...

Às vezes temos que ser os últimos da fila por algum tempo. Apura os sentidos e dá-nos mais força. Ora vamos lá bater um bolo. Tenho uma panóplia de ingredientes diferentes. Temos futebol, filas de espera, hotéis, restaurantes, credenciais, paisagens e egos. Não gosto de pedir, só...