O Teto Do Mundo Ruiu

O Teto Do Mundo Ruiu

A ti, país do Evereste

 

Nepal, 25 de abril de 2015
Aqui a terra tremeu. E o abalo sentiu-se na Índia, Bangladesh, Tibete e Paquistão.

Portugal, 25 de abril de 2015
Escrevia sobre liberdade.

Nepal, 29 de abril de 2015
Cinco mil mortos, mas estimam-se dez mil. Um milhão e meio a precisar de ajuda.

Portugal, 29 de abril de 2015
Na luta de erguer o meu próprio emprego, enquanto o país tem mão fechada comigo.

Nepal, 29 de abril de 2015
O pai escava destroços em busca do cadáver da filha.

*

O mundo gira, avança e também recua.

Nós, falamos de economia.
Eles, não falam, não choram, não sentem nada. A dor matou a própria dor. E não sentir nada mata. Chega a fome e a sede. Também elas sem escrúpulos, com ganas de fazer morrer. Chega a violência. Aprende-se de novo a falar, mas com raiva. E esta é assassina.

Tão longe e tão perto quanto desejarmos. É real. É verdade.

Quando pensares em ter força, para levares a tua avante, pensa no dia 25 de Abril. Neste dia houve quem conquistasse liberdade por ti e houve quem perdesse a felicidade para sempre. E não foste tu.

Se existe um Deus, aparece agora, por Evereste, por favor.

*

GR

Upgrade-AVP Annuza

No Comments

Post A Comment