A Minha Camisola Dos Saldos E o Meu Rico Dinheiro No Bolso

A Minha Camisola Dos Saldos E o Meu Rico Dinheiro No Bolso

Comprei-a em fevereiro. Foi mesmo no último resquício dos saldos. Porquê? Porque é mais barato, menos claustrofóbico, mais inteligente. A época festiva é a família, ponto. Uma corrida aos saldos desenfreada pode significar horas no trânsito, nas filas para a caixa e para promoções muitas vezes ilusórias. Horas essas que podiam ser no sofá com as meias que recebemos no Natal e a nova manta da avó nos joelhos a ver um filme qualquer com os nossos. Ou então a fazer nada (com os nossos). Porque fazer nada também faz parte e sabe bem, mas não é para todos, até para isso é preciso saber. E eu ainda estou a aprender.

Uma coisa sei e é um facto, qualquer trapinho fica bem se gostarmos de nós. E não precisa de ser caro. Portanto, aos que receberam um envelope magro ou gordo, eu digo: guardem na barriga do porquinho e deixem-no ficar bem roliço. Esperem por fevereiro e até lá, gostem mais de vocês um bocadinho.

Gostarmos de nós é um estado que precisa de manutenção. Não nos devemos esquecer disso. Ontem corri os 10 kms da São Silvestre do Porto e acreditem, depois da meta cumprida gostava mais de mim um bocadinho. Acho que gostares de ti é isto mesmo, esta coisa de te propores a fazer coisas e de acreditares que consegues, por muito pequenas que sejam as coisas que escolhes. Tens é que escolher. E, fazer.

O cabelo: deixa-o fluir! 😉

Unhas: caramelo. 

Leggings modeladoras push-up. 

Roupa para sentir.

Camisola * H&M

Leggings * Calzedónia

Unhas * Annuza Natural Look

GoPro * Hero4 Silver

😉

Os meus 54:32 foram uma conquista, para mim, porque é isso que importa.

Gabriela Relvas

Upgrade-AVP Annuza

No Comments

Post A Comment